“Os extraterrestres vivem entre nós”, afirma ex-ministro chinês de Relações Exteriores

Cientistas chineses também dizem que os alienígenas vivem entre os humanos. Isso inclui Sun Shili, um oficial aposentado do Ministério das Relações Exteriores que agora é presidente da Sociedade de Pesquisa de OVNIs de Pequim, que também conclui que waixingren (extraterrestres) estão vivendo entre nós.

O primeiro encontro próximo de Sun ocorreu em 1971, quando ele foi enviado para o interior remoto durante a “revolução cultural” (1966-76) para realizar a árdua tarefa de plantar arroz. Um dia, enquanto trabalhava no campo, sua atenção foi desviada para um objeto brilhante no céu, que subia e descia repetidamente.

No início, Sun presumiu que o espetáculo era algum tipo de dispositivo de monitoramento de inteligência da Guerra Fria – uma dedução razoável considerando os tempos – no entanto, anos depois, após ler materiais estranhos sobre avistamentos de OVNIs, ele sabia que tinha experimentado um encontro próximo.

E a Sun não é a única especialista no país a levar esses avistamentos a sério. De acordo com o altamente credenciado Shen Shituan, um verdadeiro cientista de foguetes, presidente da Universidade Aeroespacial de Pequim e diretor honorário da Associação de Pesquisa de OVNIs da China, apoiada pelo governo, cada relato de um encontro alienígena vale a pena investigar.

A pesquisa [com base ética] em OVNIs poderia ajudar a estimular novas formas de viagens de alta velocidade, fontes ilimitadas de energia não poluente e não fóssil e plantações de crescimento mais rápido, afirma Sun Shili, presidente de uma pesquisa de OVNIs aprovada pelo governo Associação (50.000 membros).

Diplomas universitários

Na Sociedade de OVNIs de Dalian, 90 por cento dos 400 membros têm diploma universitário. “É emocionante para nós usar a ciência para decifrar avistamentos de OVNIs”, disse Zhou Xiaoqiang, secretário-geral da Sociedade de OVNIs de Pequim.

Embora poucos chineses afirmem ter conseguido ter tanta intimidade com um extraterrestre quanto Meng, um número crescente de pessoas na China acredita em objetos voadores não identificados, ou OVNIs.

Na verdade, as associações de OVNIs oficialmente registradas na China têm cerca de 50.000 membros, mas alguns estimam que o número real de chineses interessados no assunto está provavelmente na casa das dezenas de milhões.

A China tem uma revista bimestral – tiragem de 400.000 exemplares – dedicada à pesquisa de OVNIs. A mídia estatal conservadora também relata avistamentos de OVNIs em uma base regular, em contraste com a organização do governo ocidental que, como política, nega contato humano verificável com extraterrestres. Os fãs de OVNIs na China reivindicam o apoio de cientistas eminentes e contatos com militares secretos, dando ao seu trabalho total respeitabilidade científica.

“Se algo sobrevoar [a espaçonave ET], há um bom motivo para tentar entender por que eles estão aqui, por que vêm até nós, qual é a relação entre nós e eles”, diz ele.

“Para entender o fenômeno UFO, precisamos ter um amplo entendimento de diferentes disciplinas”, diz Albert So, professor universitário e membro do clube de OVNIs de Hong Kong, “incluindo matemática, física, história, filosofia, até mesmo algum tipo de atividades paranormais e tudo isso.”

Fonte: Site Tô no Cosmos

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui