Exército dos EUA viu Aliens Greys colocando corpos humanos em recipientes durante a Guerra do Vietnã

Foto: Reprodução

Durante a Guerra do Vietnã, uma tropa dos EUA foi enviada para uma área próxima à fronteira Camboja-Vietnã do Norte, onde travou combate com alienígenas cinzentos.

Aliens Greys colocando corpos humanos em recipientes: Em 1972, quando a guerra do Vietnã ainda estava em andamento, uma equipe especial de soldados dos EUA foi enviada para Tong Li Sap, no Camboja, que fica no sudeste da Ásia.

A operação era essencial: destruir uma instalação no Vietnã do Norte que, como foi possível estabelecer pela inteligência dos EUA, estava secretamente ouvindo conversas ultrassecretas do Exército dos EUA no Vietnã do Sul.

Uma equipe da SWAT montou acampamento durante a noite, preparando-se para atacar a equipe norte-vietnamita ao amanhecer. No início da manhã, as forças especiais se aproximaram furtivamente da base vietnamita, mas o que viram lá os chocou e assustou.

Conforme a equipe se aproximava da localização da unidade norte-vietnamita, eles repentinamente descobriram que havia uma grande espaçonave esférica, que se apoiava em três fortes suportes de metal.

A nave de repente começou a zumbir, causando enjôo, tontura e desorientação instantâneas nas forças armadas dos Estados Unidos. O líder do grupo estava prestes a dar uma ordem de retirada quando um grupo de criaturas humanóides de aparência estranha apareceu.

As tropas americanas mal se assustaram depois de ver aquelas criaturas, mas o que elas estavam fazendo assustou-as como o inferno. De acordo com a descrição dada pelos soldados, pode-se presumir que eles eram Aliens Greys.

Os alienígenas estavam manuseando uma grande pilha de várias partes de corpos humanos e os colocaram em grandes recipientes: braços, pernas, torso, cabeças; essa lista horrível continuava indefinidamente.

O que viram deixou as forças especiais irritadas, então, o comandante deu a ordem de abrir fogo. As balas atingiram as criaturas, mas não causaram nenhum dano, exceto para um, que foi morto com um tiro na cabeça.

Vários soldados foram mortos, enquanto outros foram seriamente afetados pelos efeitos das armas desconhecidas que os Greys possuíam. Em seguida, os alienígenas rapidamente recuaram para a nave e dispararam para o céu.

Logo, outra equipe da CIA apareceu no local, e um sobrevivente disse a eles que todos receberam algum tipo de droga que altera a mente para fazê-los esquecer essa luta incrível. E funcionou, pelo menos por um tempo.

No entanto, no final da década de 1980, dois membros da equipe de forças especiais que participaram daquela batalha começaram a ter memórias de pesadelo daqueles eventos de abril de 1972, o que levou um deles a entrar em contato com muitas outras forças especiais que foram encontradas e que ainda eram vivo.

Dois já haviam morrido, três não foram encontrados, mas os demais puderam se reunir em agosto de 1988 e decidiram que essa história deveria ser contada.

Eles se voltaram para o pesquisador e ufólogo Leonard Stringfield, e ele publicou sua história em seu livro de 1991: “UFO Crash Retrievals: the Inner Sanctum”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui